Qual a melhor pressão para os Pneus?

A MELHOR PRESSÃO PARA OS PNEUS, NÃO É TÃO SIMPLES QUANTO PARECE SER.

Na MTB os pneus devem ser resistentes o suficiente para não perfurar com muita facilidade, e leves o suficiente para rolarem bem. Todas essas coisas são afetadas pela pressão, bem como pelo design e construção do próprio pneu.

Quando você se senta em uma bicicleta, seus pneus comprimem. Se eles comprimem demais, eles se contorcem e contorcem nos aros, tornando a bicicleta mais difícil de controlar, aumentando a resistência ao rolamento e colocando você em risco de perfurações.

Se eles não comprimirem o suficiente, o passeio será duro e haverá tão pouca borracha na estrada que a aderência será reduzida.

A pergunta é: Como encontrar esse meio termo?

O MEIO-TERMO

O engenheiro Frank Berto, que investigou essa questão para a revista cycling no final dos anos 1980, criou uma fórmula baseada no peso de cada pneu, ele calculou que o meio-termo envolve um pneu sendo comprimido em 15% de sua altura.

Como piloto recreativo e de turismo, Berto provavelmente estava mais interessado em conforto do que velocidade, então essa ideia é controversa, porque Berto recomenda pressões de pneu mais baixas do que a maioria de nós usa.

DOIS PONTOS

Há duas coisas importantes a ter em mente aqui. 

A primeira é que a largura do pneu é medida e não reivindicada. Quando Berto originalmente fez seu trabalho, houve um grande problema com os fabricantes de pneus rotulando incorretamente seus pneus porque a maneira mais fácil de afirmar que você tinha o pneu 23mm mais leve era marcar um pneu de 21mm como 23 mm. 

A outra é que a carga da roda é por roda. Se você pesa 72 kg e sua bicicleta pesa 8 kg, então seus pneus carregam um total de 80 kg, mas a distribuição não é uniforme. A roda traseira suporta mais carga, geralmente entre 55 e 65 por cento.

Para determinar a pressão certa, você precisará medir a carga em cada roda. Coloque uma balança de banheiro sob uma roda e blocos de madeira, livros ou revistas velhas suficientes sob a outra para nivelar a bicicleta. Encoste-se levemente em uma parede para se firmar e sente-se em sua posição normal na bicicleta. Peça a outra pessoa para ler a escala para você. Repita o processo com a escala sob a outra roda.

Se sua roda traseira está carregando 44 kg e sua dianteira 36 kg (uma distribuição de peso de 55:45) e você está usando pneus de 25 mm, a calibragem indicada é cerca de 90 psi no pneu traseiro e 70 psi na dianteira.

Pense nisso como um ponto de partida a partir do qual você pode ajustar a pressão até sentir que gosta.

Qual a melhor pressão para os Pneus?

CONTROVÉRSIA

Como mencionei, essa abordagem é controversa. Outro engenheiro, Jobst Brandt, autor de ‘The Bicycle Wheel’, escreveu em uma postagem de um grupo de notícias : “O que Berto não pareceu considerar é que curvas fechadas e pavimento áspero requerem uma inflação mais alta do que conforto ou outras considerações podem exigir. 

Curvar a uma aceleração lateral máxima de cerca de 1g não é algo que funciona de forma confiável com um pneu confortavelmente inflado, nem encontrar pavimento irregular com quebras e remendos na superfície. ”

Brandt também estava cético sobre a noção de Berto de que as pressões dos pneus dianteiros e traseiros deveriam refletir as cargas sobre eles. Ele escreveu: “Eu coloco meus pneus na extremidade superior da pressão. Ao descer com frenagem brusca, a roda dianteira carrega toda a bicicleta, com a roda traseira na decolagem. O mesmo é verdadeiro para escalar sentado em rampas íngremes, onde o aumento da roda dianteira está próximo. ”

Mais recentemente, a revista Bicycle Quarterly fez alguns testes que revelaram que não havia vantagem de velocidade em bombear pneus com muita força. Já se sabia que, quando medida em um cilindro liso, a resistência ao rolamento não diminuía muito além de uma certa pressão.

TUBELESS?

Os pneus sem câmara oferecem a oportunidade de operar com pressões mais baixas com menos risco. As preocupações de Jobst Brandt sobre curvas de alta velocidade ainda se aplicam.

Na verdade, a deformação do pneu em configurações sem câmara de baixa pressão é uma consideração importante, porque se você carregar um pneu sem câmara com força suficiente, ele pode se soltar do aro e vazar o ar e o selante. Em uma mountain bike em uma descida em uma estrada em alta velocidade, pode ser facilmente desastroso.

CONCLUSÕES

Se você dirige de maneira “de boa”, um trajeto curto, então pode se dar ao luxo de correr em pressões bem baixas para se sentir confortável.

No outro extremo, não se preocupe em encher demais os pneus para corridas e contra-relógio. A menos que a superfície da estrada seja lisa como vidro, você não terá nenhuma vantagem.

Entretanto, deve adaptar a pressão dos pneus ao seu estilo de condução e estradas. Viajar em terreno plano e em estradas suaves? Vá para o limite inferior da faixa entre o valor de queda de 15% do Berto e a faixa marcada em seus pneus.

Nas trilhas siga o conselho de Jobst Brandt para pressões iguais na frente e atrás, se você gosta de descer rápido.

Se estiver usando pneus sem câmara, você tem mais margem de manobra para experimentar com baixas pressões, mas provavelmente ainda deve tratar a recomendação de Berto como um limite inferior, ou pelo menos experimentar cuidadosamente com pressões mais baixas do que as recomendadas pelo gráfico de Berto.

Para muitas dessas situações, aumentar o tamanho do pneu também é uma boa ideia. 

Manômetros

Para ajustar a pressão dos pneus corretamente, você precisará de um manômetro. 

Um medidor autônomo, com cuidado adequado, é uma alternativa melhor. Se você conseguir encontrar um medidor analógico robusto com corpo de metal é bacana, mas a  preferência é por medidores digitais pois são mais convenientes.

Conheça o nosso Instagram

Paris-Roubaix

Paris-Roubaix Femmes 2021

Demorou! Foi uma longa espera para que  chegasse o Paris-Roubaix Femmes 2021 o pelotão feminino finalmente teve seu momento nas famosas pedras do norte da França A

Leia mais »
Lançamento DT Swiss

Lançamento DT Swiss

A DT Swiss reformulou suas linhas de rodas de freio de aro ARC 1100 e 1400 para incluir os raios DT Aerolite II e Aero

Leia mais »

Escreva um comentário

0